Modelo de plano de vendas

O modelo de plano de vendas proporciona à equipe de vendas uma estrutura organizada para todas as tarefas que ela precisa cumprir a cada trimestre. Saiba como usar o modelo para agilizar o seu processo de planejamento de vendas.

Usar o modelo

Cadastre-se para usar este modelo.

RECURSOS INTEGRADOS

goal iconMetasreporting iconPainéis de geração de relatóriosautomation iconRegrasproject iconProjetos

Recommended apps

Ícone da Salesforce
Salesforce
Ícone do Zoom
Zoom
Ícone do Gmail
Gmail
Logotipo do Slack
Slack

Compartilhar
facebookx-twitterlinkedin

Com que frequência você cria uma nova estratégia de vendas? Para muitas equipes, esta é uma prática trimestral. Porém, desenvolver uma estratégia do zero a cada novo trimestre consome um tempo precioso de planejamento que poderia ser aproveitado para vender o produto.

Em vez de criar a cada trimestre uma estratégia de vendas partindo do zero, experimente usar o nosso modelo gratuito de plano de vendas.

O que é um modelo de plano de vendas?

Trata-se de uma estrutura reutilizável que auxilia no desenvolvimento das estratégias, métricas de sucesso e metas finais das equipes de vendas. Esse tipo de modelo também pode incluir os objetivos, público-alvo e metas de receita da sua equipe de vendas. 

Por que é importante? Em vez de começar do zero, a equipe pode usar o nosso modelo gratuito como ponto de partida durante o planejamento trimestral de vendas. Isso ajudará a acelerar o processo, pois a equipe já terá uma estratégia para usar de base. Então, ela só precisará preencher o processo com as suas métricas de sucesso, metas e responsabilidades específicas para o período determinado.

O que compõe um modelo de plano de vendas?

Um modelo de plano de vendas contém uma variedade de elementos. Naturalmente, estes podem variar dependendo do tipo de vendas (a venda de softwares difere muito das vendas no varejo, por exemplo), mas os componentes mais comuns incluem:

  • Metas de receita: é a meta de receita a ser alcançada pela equipe de vendas antes do prazo final escolhido.

  • Estrutura da equipe: quem é responsável pelo quê. Implica em identificar os gestores, membros específicos da equipe e quem deve se reportar a quem. 

  • Principais prazos e marcos: datas ou prazos importantes que sejam relevantes para um ciclo de vendas.

  • Responsáveis diretos: qualquer membro responsável por uma tarefa específica ou parte de um projeto.

Dependendo do funcionamento da equipe e da estratégia de vendas, é possível incluir informações complementares, como:

  • Condições atuais do mercado: podem ser informações sobre o clima econômico, que ajudam a entender a predisposição de potenciais clientes em adquirir algo numa determinada época do ano. Por exemplo, você pode incluir nesta seção informações como uma análise PEST.

  • O mercado-alvo ou um perfil ideal de cliente: inclua informações sobre o seu cliente ideal. Isso ajuda a equipe de vendas a entender melhor quem é o público-alvo e qual é a melhor forma de vender para ele.

  • Dados da concorrência: qualquer informação sobre os seus concorrentes. Os dados obtidos em uma análise competitiva oferecem uma vantagem à equipe de vendas ao elucidarem as diferenças entre o seu produto ou serviço e o da concorrência.

Como usar o nosso modelo gratuito de plano de vendas

Elaborar um plano de vendas com o nosso modelo gratuito é muito simples. Estes são alguns passos para começar: 

  1. Analise o seu processo atual de vendas. Se a sua equipe tem atividades que se repetem no processo atual de vendas, o modelo deve registrar todas elas. Desse modo, os gestores de vendas não terão de copiar as mesmas tarefas manualmente ao elaborar uma nova estratégia.

  2. Estabeleça um objetivo principal de vendas. Não importa o trimestre, você sempre deve estabelecer claramente o objetivo principal a ser alcançado pela equipe. Isso vai ajudá-la a dedicar-se ao trabalho que mais impacta no objetivo de vendas. 

  3. Determine as métricas de sucesso. Conectar as metas de vendas às metas do negócio é parte importante do desenvolvimento do modelo de plano de vendas. O seu modelo deve ter uma seção dedicada às métricas de sucesso, para que a equipe saiba exatamente a relação entre uma determinada tarefa e os objetivos mais abrangentes. Essas métricas devem estar ligadas diretamente ao objetivo de vendas estabelecido no passo dois.

  4. Documente as etapas realizáveis. O nosso modelo gratuito de plano de vendas facilita o registro das etapas realizadas pela equipe rumo aos objetivos definidos no passo 2 desta lista. Esta seção possibilita medir com precisão se o trabalho realizado está contribuindo para o cumprimento das metas.

  5. Forneça informações contextuais importantes para a equipe. O seu modelo de plano de vendas deve incluir informações como uma pesquisa da concorrência, as condições do mercado e um perfil individual do cliente. Essas informações podem ser atualizadas ou duplicadas para os planos de vendas futuros. 

Recursos integrados

  • Objetivos. Na Asana, as metas estão associadas diretamente ao trabalho necessário para alcançá-las, o que facilita aos membros da equipe visualizar o objetivo das próprias contribuições. Afinal, as metas muitas vezes parecem distantes do trabalho que realizamos para atingi-las. Com a equipe e as metas da empresa conectadas ao trabalho subjacente, os membros têm acesso em tempo real e clareza sobre a contribuição dos seus próprios esforços para o sucesso da equipe e da empresa. Com isso, os integrantes da equipe poderão tomar decisões melhores. E, se necessário, conseguirão identificar os projetos alinhados à estratégia da empresa e priorizar os trabalhos que oferecem resultados mensuráveis. 

  • Relatórios. Os relatórios da Asana traduzem os dados dos projetos em gráficos visuais e facilmente compreensíveis. A redundância de tarefas e a alternância desnecessária entre aplicativos é reduzida quando os relatórios de trabalho são gerados no próprio local onde ele é realizado. Como todo o trabalho da equipe está na Asana, é possível acessar dados de qualquer projeto ou equipe para obter em um único lugar um panorama preciso do que está acontecendo.

  • Automatização. Automatize o trabalho manual para que a equipe gaste menos tempo no trabalho de rotina e se concentre nas tarefas para as quais foi contratada. As regras da Asana operam a partir de desencadeadores e ações: em essência, “quando acontecer X, fazer Y”. Use as regras para atribuir o trabalho automaticamente, ajustar as datas de conclusão, definir campos personalizados e notificar as partes interessadas, entre outras ações. De automatizações pontuais a fluxos de trabalho completos, as regras restituem à equipe tempo que pode ser utilizado em trabalho qualificado e estratégico.

  • Marcos. Os marcos representam momentos importantes do projeto. Ao definir os marcos ao longo do projeto, você possibilita que os membros da sua equipe e as partes interessadas do projeto saibam como está o andamento rumo às metas definidas. Pense nos marcos como uma oportunidade de celebrar as pequenas vitórias alcançadas no decorrer do trajeto rumo à meta fundamental do projeto. 

Aplicativos recomendados

  • Salesforce. Remova gargalos ao permitir que as equipes de vendas, de Sucesso do cliente e de serviços se comuniquem diretamente com as suas equipes de suporte na Asana. Compartilhe anexos e crie tarefas realizáveis e monitoráveis para as necessidades de pré-vendas. Use o Service Cloud para conectar as suas equipes de implementação e serviços às equipes de suporte na Asana e proporcionar experiências incríveis aos clientes.

  • Zoom. A Asana e o Zoom firmaram uma parceria para ajudar as equipes a realizar reuniões mais relevantes e focadas. Com a integração entre o Zoom e a Asana, fica mais fácil preparar-se para uma reunião, ter conversas que podem ser postas em prática e acessar todas as informações ao final da chamada. As reuniões começam na Asana, onde as pautas de reunião compartilhadas proporcionam visibilidade e contexto sobre o que será debatido. Durante a reunião, os membros da equipe podem criar tarefas rapidamente dentro do Zoom, para que os detalhes e coisas a fazer não fiquem esquecidos. E, assim que a reunião termina, a integração entre o Zoom e a Asana já envia a transcrição e a gravação da reunião à Asana, para que todos os colaboradores e participantes possam rever a reunião sempre que necessário.

  • Gmail. Com a integração entre a Asana e o Gmail, é possível criar tarefas da Asana diretamente da sua caixa de entrada do Gmail. Qualquer tarefa criada no Gmail incluirá automaticamente o contexto do e-mail, para que nada fique de fora. Precisa de consultar uma tarefa da Asana ao escrever um e-mail? Em vez de abrir a plataforma da Asana, basta usar o complemento da Asana para Gmail e pesquisar a tarefa diretamente da caixa de entrada dos seus e-mails. 

  • Slack. Converta ideias, solicitações de trabalho e coisas a fazer do Slack em tarefas e comentários monitoráveis na Asana. Transforme perguntas rápidas e afazeres em tarefas com atribuição de responsáveis e datas de conclusão. Registre os trabalhos com facilidade para que as solicitações e os afazeres não fiquem perdidos no Slack.

Quais são os passos para criar um modelo de plano de vendas?

Para não ter de criar um modelo de plano de vendas do zero, use o nosso modelo gratuito para dar início ao seu processo de planejamento. Ao usar o modelo em uma ferramenta de gestão de projetos, você também assegura que todos os membros possam ver e acessar facilmente o seu plano de vendas em tempo real.

CRMs para clientes felizes, Asana para equipes felizes

Os CRMs mantêm os detalhes das negociações e dos clientes organizados, mas só a Asana ajuda na gestão das iniciativas do seu departamento de vendas. Comece já uma avaliação gratuita.

Experimente a Asana gratuitamente