Modelo do método do caminho crítico

Os atrasos nos projetos estão atrapalhando o seu progresso? Crie um modelo do método do caminho crítico para visualizar tudo o que deve ser feito para atingir as suas metas finais, incluindo as tarefas críticas e as que têm prazos de conclusão flexíveis.

Crie o seu modelo

INTEGRATED FEATURES

timeline iconCronogramadependency iconDependênciasfield-add iconCampos personalizadoscalendar-star iconDatas de início

Recommended apps

Ícone  do Clockwise
Clockwise
Loom
Loom
Ícone da Salesforce
Salesforce
Ícone do GitHub
GitHub

Compartilhar
facebooktwitterlinkedin

Os projetos geralmente não são simples nem lineares. Mais do que lidar com uma tarefa após a outra, as equipes costumam trabalhar em diversos entregáveis ao mesmo tempo para concluir diferentes componentes de projetos dentro do prazo. Por outro lado, algumas tarefas não podem ser iniciadas até que outras sejam concluídas e, por isso, os atrasos podem gerar gargalos e desorganizar o projeto como um todo. Quando você não tem um sistema à sua disposição para organizar e visualizar todas essas tarefas interligadas, é difícil prever quanto tempo será necessário para que todo o trabalho seja concluído. 

O modelo do método do caminho crítico pode ser bastante útil quando o cronograma dos projetos se torna mais complexo. Este modelo ajuda a visualizar a cadeia de eventos mais longa e importante que deve ser concluída para o sucesso do projeto, evidenciando as tarefas a serem priorizadas e o tempo necessário para realizar todo o trabalho dentro do prazo.

[Interface do produto] Projeto de campanha de marca na Asana, visualização estilo diagrama de Gantt (cronograma)

O que é um modelo do método do caminho crítico?

O modelo do método do caminho crítico é um guia reutilizável que ajuda a determinar o caminho crítico de um projeto. Na gestão de projetos, esse caminho é a sequência mais longa de tarefas que deve ser realizada dentro do prazo, de modo a concluir a iniciativa. Isso significa que o atraso em qualquer tarefa crítica atrasará o projeto como um todo. A determinação do caminho crítico ajuda a priorizar e alocar recursos para as tarefas com maior impacto no cronograma do projeto, de modo a evitar gargalos e manter o trabalho fluindo sem complicações. 

O modelo do método do caminho crítico simplifica esse processo ao delinear as etapas a serem seguidas para determinar o caminho crítico de um projeto. Ele também descreve todas as informações que devem ser coletadas, além do modo de organizar toda essa informação. Com esse modelo, não é necessário começar o processo do zero a cada nova iniciativa. Em vez disso, você pode copiar o modelo, preencher os campos solicitados e começar o planejamento.

Benefícios de um modelo do método do caminho crítico

Muitas coisas podem mudar durante um projeto. É possível que as prioridades sejam alteradas, os recursos diminuam e solicitações extras modifiquem o escopo do projeto. Um modelo digital do método do caminho crítico ajuda a planejar o cronograma no início de um projeto e também a ajustar e visualizar o caminho crítico, mesmo quando as circunstâncias mudam. 

Em vez de usar planilhas estáticas do Excel ou anotações em papel, é possível visualizar qualquer atualização do seu modelo digital do método do caminho crítico em tempo real, à medida que a equipe conclui ou altera as tarefas do projeto. Como resultado, você terá sempre uma visão atualizada do que a equipe está realizando, o que está por vir e quais ajustes são necessários para manter o cronograma em dia.

Com um modelo do método do caminho crítico criado em uma ferramenta de gestão de projetos, é possível:

  • Visualizar quais tarefas têm maior impacto no cronograma do projeto. 

  • Ver os entregáveis do projeto como uma lista ou um diagrama de Gantt, sem a necessidade de trabalho adicional. 

  • Identificar e monitorar as dependências do projeto, ou seja, as tarefas que dependem da conclusão de outras tarefas.

  • Ver as atualizações em tempo real, à medida que a equipe conclui e ajusta as tarefas. 

  • Atualizar o cronograma do projeto caso as circunstâncias mudem. 

  • Fornecer visibilidade em relação ao cronograma e às prioridades do projeto para as partes interessadas

  • Adicionar informações contextuais por meio da inclusão de documentos, imagens e vídeos em cada tarefa. 

O que incluir em um modelo do método do caminho crítico

O modelo deve descrever toda a informação necessária para determinar o caminho crítico do projeto, incluindo:

  • Uma lista de todos os entregáveis e subentregáveis: tudo o que for necessário para concluir um projeto bem-sucedido, do mesmo modo que numa estrutura analítica do trabalho (EAP). Na Asana, é possível incluí-los como tarefas e subtarefas. 

  • Dependências das tarefas: as tarefas que bloqueiam ou são bloqueadas por outras tarefas. 

  • Duração da tarefa: uma estimativa do tempo necessário para concluir cada entregável, com base em experiências prévias, projetos anteriores ou padrões do setor. 

  • Margem de folga total: a quantidade de tempo que uma tarefa pode atrasar sem afetar negativamente o cronograma do projeto. Este é o número de dias entre a data mais precoce e a mais tardia possível para o início da tarefa. 

  • Margem de folga livre: o tempo que a tarefa pode atrasar sem afetar negativamente a próxima tarefa no cronograma. Este é o número de dias entre a data mais precoce de início da tarefa seguinte e a data mais precoce de término da tarefa atual.

  • Um rótulo para distinguir as tarefas críticas das não críticas: as tarefas no caminho crítico não têm margem de folga. Portanto, as suas datas de conclusão não podem ser alteradas sem causar um impacto negativo no cronograma de todo o projeto. As tarefas no caminho não crítico são mais flexíveis e podem ser atrasadas sem afetar os prazos gerais do projeto. É possível criar seções separadas no modelo para distinguir com maior clareza o caminho crítico do não crítico. 

  • Um intervalo de datas para cada tarefa: é o intervalo de tempo disponível para concluir cada entregável, com base nas dependências e na duração da tarefa. Quando você usa o modelo do método do caminho crítico, este é um dos últimos campos que devem ser preenchidos durante o planejamento do cronograma do projeto. 

Recursos integrados

  • Visualização de cronograma. Uma visualização ao estilo diagrama de Gantt que apresenta todas as suas tarefas em um gráfico de barras horizontais. Você poderá ver as datas de início e término de cada tarefa, bem como as dependências entre elas. Com essa visualização, é fácil monitorar de que forma os diversos componentes do seu planejamento se encaixam. Além disso, visualizar todo o trabalho num só lugar facilita o processo de identificação e resolução de conflitos de dependências antes mesmo que estes ocorram, para que se possa alcançar todas as metas no prazo estimado.

  • Dependências. Use as dependências para marcar que uma tarefa está aguardando a conclusão de outra. Assim, ficará mais fácil identificar os momentos em que o seu trabalho impede a realização do trabalho de outra pessoa, e você poderá ajustar prioridades com base nisso. Membros de equipes que contam com fluxos de trabalho colaborativos conseguem ver quais tarefas precisam ser previamente concluídas pelos seus colegas, e recebem avisos quando a tarefa precedente estiver concluída e puderem começar os seus próprios trabalhos. Além disso, se a tarefa que está bloqueando o seu trabalho for reagendada, você receberá uma notificação da Asana para avaliar se é necessário ajustar a data de conclusão da tarefa dependente também.

  • Campos personalizados. Estes componentes são a melhor forma de rotular, classificar e filtrar o trabalho. Crie campos personalizados exclusivos para qualquer informação necessária: prioridade, status, e-mail ou número de telefone, etc. Utilize os campos personalizados para ordenar e agendar os seus afazeres, assim você fica sabendo o que fazer primeiro. Além disso, compartilhe os mesmo campos personalizados em diferentes tarefas e projetos para assegurar a consistência por toda a organização.

  • Datas de início. Às vezes é preciso conhecer tanto a data de conclusão quanto a de início de uma tarefa. As datas e horários de início fornecem clareza, para os membros da equipe, em relação ao tempo necessário para concluir cada tarefa. Use as datas de início para definir, acompanhar e administrar o trabalho, alinhando os objetivos da equipe e evitando que as dependências fiquem por fazer.

Aplicativos recomendados

  • Clockwise. Com a integração Clockwise + Asana, você pode adicionar tarefas Asana como blocos temporais ao seu Google Agenda. A integração permite especificar a duração das tarefas, quando elas serão realizadas e se o Clockwise pode ou não reagendá-las automaticamente. Adicione tarefas ao seu calendário e encontre um tempo para realizar o trabalho.

  • Loom. Ao usar os vídeos da Loom, você conseguirá inserir contextualização e clareza, além de dar o seu toque pessoal, na Visão geral do projeto. É possível incorporar os vídeos da Loom para explicar o projeto, definir expectativas e enfatizar os marcos principais. Uma mensagem de vídeo da Loom acrescenta contextualização e detalhes específicos para deixar a sua equipe atualizada sobre o projeto mais rapidamente. E o melhor é que a sua equipe poderá assistir aos vídeos sem precisar sair da Asana.

  • Salesforce. Remova gargalos ao possibilitar que as equipes de vendas, serviços e sucesso do cliente se comuniquem diretamente com as suas respectivas equipes de suporte na Asana. Compartilhe anexos e crie tarefas práticas e monitoráveis para as necessidades pré-venda. Use o Service Cloud para conectar as suas equipes de implementação e serviços às equipes de suporte na Asana, proporcionando experiências incríveis para os clientes.

  • GitHub. Sincronize as atualizações de status de pull requests do GitHubb para tarefas Asana, de forma automática. Acompanhe o progresso das pull requests e aprimore a colaboração multissetorial entre as equipes técnicas e não técnicas, tudo dentro da Asana.

Perguntas frequentes

Com quem devo compartilhar o meu modelo do método do caminho crítico?

Se você é responsável pela gestão, pode compartilhar o modelo do método do caminho crítico com a equipe para ajudá-la a priorizar e planejar as tarefas em cada projeto. Quando você criar e preencher o modelo, será possível compartilhá-lo com as partes interessadas do projeto, fornecendo percepções quanto às razões da importância de determinados prazos e da priorização de determinadas tarefas dentro do cronograma do projeto.

O modelo do método do caminho crítico é mais vantajoso para quais tipos de projetos?

Qualquer projeto com dependências pode se beneficiar de um modelo do método do caminho crítico, em particular quando múltiplas atividades ocorrem simultaneamente. Nessas situações pode ser difícil compreender como os prazos das tarefas vão impactar a duração e a conclusão do projeto.

Onde posso encontrar mais informações a respeito do método do caminho crítico?

Confira o nosso artigo sobre o método do caminho crítico (CPM) para saber mais a respeito dessa técnica de gestão de projetos. Você verá as etapas detalhadas para analisar o caminho crítico durante o planejamento do projeto e para criar um diagrama de rede, e entenderá as diferenças entre o CPM, os diagramas PERT e os diagramas de Gantt

Crie modelos com a Asana

Saiba já como criar um modelo personalizável na Asana com uma avaliação gratuita do Premium.

Começar