9 tipos de funções para a criação de uma equipe equilibrada

Retrato de contribuidores da equipe AsanaTeam Asana16 de agosto de 20217 minutos de leitura
facebooktwitterlinkedin
Imagem do banner do artigo sobre funções de equipe
Teste já a Asana

Resumo

O dr. Meredith Belbin desenvolveu a teoria das funções de equipe com base em atributos comportamentais comuns. O modelo de Belbin divide as funções nas seguintes categorias visando equilibrar as equipes e aumentar a produtividade: ação, reflexão e relações humanas.

O trabalho em equipe demanda organização e colaboração. Para uma equipe ter a produtividade máxima, todos devem ter uma função específica que se alinhe com os seus pontos fortes. 

O dr. Meredith Belbin desenvolveu a teoria das funções de equipe com base em atributos comportamentais. As nove funções de Belbin recaem em três categorias: ação, reflexão e relações humanas.

Os membros da equipe inclinados à ação estão prontos para colocar mãos à obra e se saem bem com prazos rígidos. Os integrantes propensos à reflexão são pensadores críticos que podem proporcionar novas ideias. Por fim, aqueles mais habilidosos em relações humanas têm capacidades de comunicação substanciais que lhes permitem apoiar toda a equipe. 

Neste guia, discutiremos as nove funções de Belbin e explicaremos como o equilíbrio da sua equipe pode fomentar a produtividade do grupo.

Funções de equipe segundo Belbin

1. Formador

Formadores são os integrantes que fazem a equipe avançar. Eles são propensos à ação e motivam tanto a si mesmos como aos demais, a despeito dos problemas que possam surgir. Os formadores são líderes natos, por isso se saem bem em funções de gestão. Quando ocorre uma crise, esses indivíduos rapidamente encontram uma solução.

Exemplo do perfil de formador: tomando uma equipe de marketing de produto como exemplo, o formador seria o chefe de produto, quem se encarrega da visão da equipe e do roteiro para alcançá-la.  

2. Implementador

Os implementadores são também membros da equipe voltados à ação e mantêm a ordem nos seus ambientes. São práticos e têm êxito na concretização de ideias. Embora os implementadores gostem da ação prática, são também altamente disciplinados. Estes indivíduos podem ser a espinha dorsal de uma equipe porque conseguem apoiar com confiança outros membros da equipe.  

Exemplo do perfil de implementador: o implementador seria um analista comercial pautado por dados na equipe de marketing de produto; uma pessoa que analisa as maneiras de tornar os processos da organização mais eficientes.

Leia: Eficiência vs. eficácia nos negócios: por que a sua equipe precisa de ambas

3. Acabador/finalizador

A última função de equipe voltada à ação é conhecida como acabador/finalizador. Fazendo jus ao nome, os acabadores/finalizadores são indivíduos centrados que reparam nos mínimos detalhes e se esforçam para atingir a perfeição. Estes membros da equipe podem ser mais introvertidos, contudo são valiosos em ambientes de trabalho porque estimulam os outros integrantes a produzirem um trabalho de alta qualidade. 

Exemplo do perfil de acabador/finalizador: tais indivíduos se sairiam bem no suporte técnico. Eles sabem como identificar e corrigir problemas de forma rápida e eficiente.

4. Idealizador

O idealizador é um membro da equipe reflexivo, um pensador inovador e criativo. Embora os idealizadores ajudem a equilibrar a equipe, eles preferem realizar debates criativos e solidificar as suas próprias ideias antes de compartilhar com a equipe em geral. Os idealizadores podem preferir trabalhar sozinhos, mas fazem contribuições valiosas, mesmo que não sejam tão abertos como os outros membros da equipe. 

Exemplo do perfil de idealizador: os idealizadores são muito criativos, por isso podem ser excelentes designers de produto.

5. Monitor/avaliador

Outro perfil inclinado à reflexão é o de monitor/avaliador. Trata-se de um pensador racional que pode colocar de lado as suas emoções em favor da resolução de problemas. Os monitores/avaliadores trabalham melhor quando os seus projetos requerem conhecimentos avançados e planejamento estratégico. Eles avaliam as ideias para determinar se são valiosas e viáveis, depois agem para fazê-las avançar. 

Exemplo do perfil de monitor/avaliador: estes são os seus gestores de projeto hiperorganizados, que definem estrategicamente o escopo dos projetos e fazem a ponte entre equipes. 

6. Especialista

A última função de equipe voltada à reflexão é a de especialista. Os especialistas têm profundo conhecimento no seu campo e gostam de contribuir com uma área de especialização. Eles seguem o padrão de todas as funções de equipe voltadas à reflexão, na medida em que trabalham melhor sozinhos do que em grupo. Embora sejam bastante independentes, eles agregam muito valor à equipe com o seu conjunto de habilidades específicas.

Exemplo do perfil de especialista: programadores, analistas de SEO ou integrantes da equipe técnica. O seu trabalho é especializado em uma habilidade que o restante da equipe pode não conhecer muito bem, mas que os especialistas felizmente dominam. 

7. Coordenador

Passando às funções de equipe voltadas às relações humanas, o coordenador é um membro da equipe com ótimas capacidades de comunicação. Os coordenadores encontram-se frequentemente em posições de liderança porque promovem a colaboração e motivam a equipe a alcançar as metas. Outros membros da equipe se espelham nos coordenadores e confiam neles para tomarem uma decisão. 

Exemplo do perfil de coordenador: os coordenadores gostam de colaborar e motivar as outras pessoas, por isso eles formam excelentes líderes de uma equipe de desenvolvedores de produto. 

Leia: 12 dicas de como comunicar-se eficazmente no local de trabalho

8. Colaborador

Os colaboradores são também membros de equipe inclinados às relações humanas. A sua personalidade extrovertida os ajuda a trabalhar bem com os outros e a ouvir os companheiros de equipe. Tais indivíduos podem adaptar-se facilmente às mudanças no ambiente e sabem como criar harmonia se surgir um conflito. Caso um membro da equipe tenha muito a fazer ou ao surgir uma emergência familiar, os colaboradores são os primeiros a intervir e a oferecer apoio. 

Exemplo do perfil de colaborador: sendo cooperadores natos, eles se destacariam como responsáveis do marketing de produto dentro de uma equipe maior.

9. Pesquisador de recursos

O último perfil desta categoria é o de pesquisador de recursos. Estes indivíduos voltados às relações humanas gostam de descobrir oportunidades: por exemplo, apreciam encontrar possíveis oportunidades de marketing para a empresa ou negociar com os principais interessados em prol do lançamento de um produto. A sua atitude positiva faz deles pontos de contato natos ou facilitadores de novos negócios. 

Exemplo do perfil de pesquisador de recursos: dado que gostam de estabelecer contato com outras pessoas, os pesquisadores de recursos se saem bem em vendas de produtos.

Leia: O segredo para dinâmicas de grupo excelentes

Como criar uma equipe equilibrada

Criar equipes equilibradas no trabalho pode ser mais desafiador quando há uma variedade de personalidades e pontos fortes em jogo. É improvável que a maioria das equipes tenha as pessoas para preencher todas as nove funções de equipe, portanto é fundamental saber trabalhar com a equipe que se tem e aproveitar os pontos fortes de cada integrante. 

Como criar uma equipe equilibrada

Use os pontos fortes da sua equipe em favor do desenvolvimento

Cada função de equipe tem pontos fortes e fracos, por isso conhecê-los pode ajudar a criar uma equipe mais equilibrada. Por exemplo, um idealizador pode se sentir pouco à vontade para se comunicar, mas sabe como resolver problemas complexos. Um acabador/finalizador pode não ter muita experiência com o trabalho em equipe, mas o cumpre sempre no prazo. 

Ao atribuir responsabilidades aos membros da equipe, concentre-se nos pontos fortes de cada um. Você pode fazer isto usando tarefas para praticar ou avaliações de funcionário. Quando os membros da equipe conseguem usar os seus pontos fortes no trabalho todos os dias, a equipe dá o seu melhor.

Avalie os déficits na sua equipe

Se houver muitos indivíduos com os mesmos pontos fortes em uma única equipe, pode haver confrontos e déficits. Por exemplo, um grande número de integrantes reflexivos e a falta de pessoas suficientes voltadas à ação pode levar a um número excessivo de ideias sem execução. 

Faça avaliações regulares para ficar ciente dos déficits na sua equipe. Você não apenas deve avaliar o desempenho dos membros da equipe, mas também observar a forma como trabalham em conjunto. Você pode transferir responsabilidades e deveres de trabalho com base em comportamentos naturais e tipos de personalidade. Os jogos para fortalecer o espírito de equipe são excelentes para conectar-se com a equipe e aprender como vocês trabalham bem juntos.

Reavalie as funções de equipe periodicamente

É essencial reavaliar as funções e responsabilidades da equipe periodicamente para formar uma equipe de alto desempenho. Com avaliações trimestrais, pode-se medir o progresso dos membros da equipe e considerar se os indivíduos aperfeiçoaram as suas habilidades com o tempo, se eles se sairiam melhor numa função diferente ou se poderiam se beneficiar de treinamento complementar. 

Por exemplo, alguém que é, de maneira geral, introvertido e dado à reflexão pode ganhar confiança e desenvolver habilidades de comunicação. Após uma avaliação mais aprofundada, você talvez descubra que se trata de uma pessoa inclinada a relações humanas e que se sairia muito bem numa função de liderança. Sem reavaliação regular e comunicação aberta, os integrantes não podem crescer para assumir novas funções. 

Leia: Como gerir a carga de trabalho da sua equipe de maneira eficaz

Ferramentas de gestão de equipes

As ferramentas de gestão de equipes podem proporcionar clareza na atribuição de tarefas e na conclusão de projetos como grupo. Afinal de contas, a colaboração fica mais fácil quando todos têm visibilidade sobre quem faz o quê e até quando. Com clareza e perspectiva das prioridades de cada integrante, toda a equipe pode funcionar melhor em conjunto.

Gestão de recursos

Uma parte importante da gestão de equipes é a proatividade na gestão da carga de trabalho, que implica visualizar cronogramas, entender os ciclos de vida do projeto e usar ferramentas para ganhar insights sobre as pessoas e os projetos. Isto é fundamental para manter os projetos transcorrendo bem, sem colocar muita pressão sobre uma pessoa específica. 

Administre a carga de trabalho da equipe com a Asana

Atribuição dos recursos

A boa atribuição dos recursos é essencial para o êxito do projeto e da equipe. Ela ajuda a determinar a disponibilidade dos recursos, a quantidade de recursos necessários para cada projeto e os membros da equipe específicos que se enquadram melhor para realizar cada projeto. Criar um plano de gestão de recursos é ótimo para manter os projetos em dia do começo ao fim. 

Gráfico RACI

Uma matriz de funções e responsabilidades, também conhecida como gráfico RACI, ajuda as equipes a esclarecer as funções do projeto e a descobrir quem é responsável por determinada tarefa. A sigla se refere a responsável, prestador de contas, consultados e informados. Para criar um gráfico RACI, elenque cada tarefa em um projeto. Em seguida, atribua um destes quatro rótulos a cada membro da sua equipe para cada tarefa em andamento.

Quadros Kanban

Os quadros Kanban são uma ótima forma de os membros da equipe visualizarem a fase em que se encontra um projeto e saberem o que falta para a sua conclusão. Utilizando cartões que representam itens de trabalho, os quadros Kanban permitem aos membros da equipe esquematizar visualmente os projetos e fluxos de trabalho. Este sistema facilita a visualização dos projetos ao proporcionar uma visão clara da fase e da prioridade de cada iniciativa.

Leia: Guia de quadros Kanban para iniciantes

Ferramentas colaborativas para equipes

A colaboração em equipe fica muito mais fácil com as ferramentas certas, afinal quem é que não gostaria de eliminar o trabalho repetitivo? Além de você otimizar as tarefas, os membros da equipe podem se alinhar em torno das metas, gerir mudanças, compartilhar arquivos e muito mais.

Dispor de uma ferramenta de colaboração para a equipe pode prevenir riscos ao projeto e melhorar a gestão das tarefas em todos os níveis. Para ajudar todos os funcionários a desempenharem bem a sua função, disponibilize a ferramenta para todos e, assim, torne o trabalho geral mais fácil de fazer e de encontrar. 

Equipes equilibradas aumentam a produtividade coletiva

O uso das nove funções de equipe definidas por Belbin pode ajudar a criar um ambiente de trabalho equilibrado para que a sua equipe seja mais produtiva. Quando você souber como tirar proveito dos pontos fortes da sua equipe, os integrantes dela serão mais felizes nas suas funções e você poderá colaborar para que as tarefas sejam concluídas de forma mais eficiente. 

Conhecida a função que cada integrante desempenha na sua equipe, as ferramentas de colaboração podem acelerar o seu fluxo de trabalho. Estas ferramentas permitem à sua equipe compartilhar atualizações, agendar tarefas e se comunicar sem interrupções.

Melhore a colaboração da equipe com a Asana

Recursos relacionados

Artigo

How to use expert judgment in project management