65 exemplos de métricas e metas estratégicas para fazer a sua empresa progredir

Retrato da contribuidora Julia MartinsJulia Martins13 de setembro de 20216 minutos de leitura
facebooktwitterlinkedin
Imagem do banner — 65 exemplos de métricas e metas estratégicas para fazer a sua empresa progredir
Teste já a Asana

Resumo

As metas estratégicas são uma parte essencial do plano estratégico. Para alcançar as metas de longo prazo, precisamos saber claramente aonde queremos chegar e ter um jeito fácil de compartilhar as metas com a equipe. Neste artigo, vamos conferir as diferenças entre as metas estratégicas e outros métodos de definição de metas. Em seguida, mostraremos 65 exemplos de métricas e metas estratégicas para começar. 

A definição de metas é uma etapa determinante da estratégia de negócios. Queremos que a equipe siga na direção certa de forma coesa, e as metas são uma ótima maneira de assegurar isso. 

No entanto, para serem eficazes, as metas precisam ser mensuráveis. É importante não apenas criar metas, mas criar metas estratégicas que nos ajudarão a cumprir a missão geral da empresa. 

Neste artigo, explicamos quando e como definir metas estratégicas, e suas diferenças em relação a outros tipos de metas. 

O que são metas estratégicas? 

A meta estratégica é o objetivo a ser alcançado ao final do plano estratégico para os próximos três a cinco anos. Essas metas são mais amplas do que os objetivos anuais, mas são mais imediatas do que as metas de longo prazo, como a declaração de visão e as BHAGs. 

Por estarem diretamente ligadas ao planejamento estratégico, as metas estratégicas tendem a ter um prazo de três a cinco anos. O mais importante ao definir a meta estratégica é identificar aonde queremos chegar e quais metas precisam ser cumpridas para chegarmos lá. 

Comparação entre as metas estratégicas e outros processos corporativos

Há diversas estruturas de definição de metas e estratégias diferentes que podemos usar. Veja como as metas estratégicas se diferem dos demais tipos. 

Metas estratégicas vs. planejamento estratégico

O planejamento estratégico é o processo que define a direção que a empresa quer seguir nos próximos três a cinco anos. Um plano estratégico inclui metas de prazo mais longo, metas estratégicas e metas de prazo mais curto, que traçam o caminho para alcançar as metas estratégicas. Geralmente, o processo de planejamento estratégico é realizado pelos tomadores de decisão e partes interessadas. 

Parte da definição do plano estratégico é decidir sobre as metas estratégicas. O plano estratégico também deve incluir as percepções do cliente, uma análise SWOT/FOFA, os valores da empresa, as vantagens competitivas da organização, metas específicas estabelecidas em um cronograma trimestral ou anual, e um roteiro de projeto de alto nível, se houver.

Leia: Ainda não conhece o planejamento estratégico? Comece aqui.

Metas estratégicas vs. gestão estratégica

A gestão estratégica é a organização e execução dos recursos organizacionais para alcançar os objetivos da empresa. Isso normalmente ajuda a implementar a estratégia geral da organização. 

Por outro lado, as metas estratégicas são, de modo geral, objetivos para os próximos três a cinco anos, e estão intimamente relacionadas com o plano estratégico. 

Pense numa meta estratégica como algo específico que queira alcançar nos próximos três a cinco anos. Estas metas fazem parte do plano estratégico, que, por sua vez, apresenta mais contexto e o motivo pelo qual a empresa quer seguir em determinada direção. O plano estratégico fomenta o processo de gestão estratégica, que é como as metas serão alcançadas de fato. 

Leia: Ainda não conhece a gestão estratégica? Comece aqui.

Metas estratégicas vs. objetivos estratégicos

A diferença entre metas e objetivos estratégicos é, de certa forma, subjetiva. Em geral, os objetivos tendem a ser mais específicos do que as metas. Algumas pessoas argumentam que os objetivos são sempre quantitativos, ao passo que as metas podem ser qualitativas ou quantitativas. 

Seja qual for o termo utilizado, metas ou objetivos estratégicos, é fundamental que sejam específicos, mensuráveis e realizáveis. 

Leia: Escreva metas SMART melhores com estas dicas e exemplos

Metas estratégicas vs. metas grandes, audaciosas e “cabeludas” (BHAGs)

As metas grandes, audaciosas e “cabeludas” (BHAGs, na sigla em inglês) são metas de longo prazo que costumam levar entre 10 e 25 anos para serem concluídas. São metas que definem o setor, como o famoso objetivo da Microsoft de colocar “um computador em cada mesa de trabalho e em cada casa”. 

Nem todas as organizações têm ou precisam de BHAGs. Dependendo da estratégia de negócios, uma declaração de visão pode bastar. Com ou sem a definição de BHAGs, as metas estratégicas são metas de prazo mais curto que nos ajudam a alcançar as metas maiores e mais ambiciosas. 

Leia: Como definir metas grandes, audaciosas e “cabeludas” (BHAGs, em inglês) para realizar o impossível

Metas estratégicas vs. objetivos e principais resultados (OKRs) 

Os objetivos e principais resultados (OKRs, na sigla em inglês) são um método de definição de metas desenvolvido por Andy Grove que segue uma estrutura simples, mas flexível: 

  • Eu vou [objetivo], o que poderá ser mensurado por [principal resultado].

OKRs podem se estender por vários anos, mas, geralmente, são objetivos para um ou dois anos que ajudarão a empresa a cumprir o plano estratégico mais abrangente. Em uma estrutura típica de OKR, os objetivos e principais resultados contribuem para as metas estratégicas mais amplas. 

Leia: Como definir objetivos e principais resultados

Metas estratégicas vs. indicadores-chave de desempenho

Indicadores-chave de desempenho (KPIs na sigla em inglês) são medidas quantitativas do progresso. Assim como os OKRs, os KPIs tendem a ter um prazo mais curto do que as metas estratégicas. Isso se deve, em parte, pelo fato de os KPIs serem quase sempre quantitativos. Atingir vários KPIs de longo prazo nos ajuda a alcançar as metas estratégicas mais amplas, para os próximos três a cinco anos. 

Leia: O que é um indicador-chave de desempenho?

Metas estratégicas vs. metas de negócios

As metas de negócios são alvos predeterminados que a organização planeja atingir em um período específico. Teoricamente, as metas estratégicas, assim como as BHAGs, OKRs e KPIs, são um tipo de meta de negócios. 

Leia: Objetivos e principais resultados (OKR) ou indicadores-chave de desempenho (KPI): qual dessas estruturas é melhor para definir metas?

65 exemplos de métricas e metas estratégicas

Se você nunca escreveu uma meta estratégica, pode ser útil consultar quais são as metas em comum. Embora cada plano estratégico tenha metas próprias e exclusivas, use estes exemplos como modelos para criar metas mensuráveis e realizáveis com métricas claras para o sucesso. 

Defina metas estratégicas que sejam:

  • Expressas de forma simples

  • Mensuráveis

  • Fáceis de monitorar

  • Específicas

  • Temporalmente determinadas.

Para obter mais dicas sobre o que constitui uma boa meta, leia o nosso artigo sobre como escrever metas SMART

Tenha em mente que estas metas devem ser alcançáveis em três a cinco anos. Para metas de prazo mais curto, considere em vez disso definir OKRs ou KPIs. Para metas de prazo mais longo, confira a declaração de visão e BHAGs

Metas estratégicas de finanças

Geralmente, as metas estratégicas financeiras giram em torno de alguns indicadores financeiros importantes, entre os quais se incluem:

1. Aumento das receitas.

2. Obtenção ou manutenção da lucratividade.

3. Crescimento do valor para os acionistas.

4. Diversificação das fontes de receita.

5. Tornar a empresa financeiramente sustentável.

6. Redução dos custos de produção.

7. Aumento da margem de lucro.

8. Definição de metas de receita para novos produtos.

9. Redução do orçamento de departamentos específicos.

10. Influência na porcentagem de vendas locais vs. internacionais.

Exemplos de metas estratégicas de finanças

Estes exemplos não representam as metas da Asana e foram incluídos aqui apenas para fins educacionais. 

11. Aumentar a receita total em $ 10 milhões nos próximos três anos.

12. Reduzir 12% do custo total e tornar-se uma empresa rentável até 2024.

13. Aumentar a receita de um produto específico para 30% das receitas globais dentro dos próximos cinco anos.

14. Reduzir 10% do orçamento de marketing nos próximos três anos.

15. Atualizar o perfil de vendas para que 50% das vendas sejam internacionais até 2026.

Metas estratégicas centradas no cliente

As metas estratégicas centradas no cliente podem ajudar a ingressar em novos mercados ou aumentar a confiança na marca. Estas métricas podem incluir:

16. Redução da perda de clientes.

17. Aumento mensurável da satisfação dos clientes.

18. Aumento do número de novos clientes.

19. Aumento da retenção de clientes.

20. Oferta de um grande valor para o cliente.

21. Expansão das campanhas de captação de clientes.

22. Aumento da taxa de conversão de prospectos em clientes.

23. Entrada em novos segmentos de clientes.

24. Aumento no número de clientes recorrentes.

25. Redução da porcentagem de produtos devolvidos.

Exemplos de metas estratégicas com foco nas métricas de clientes

Estes exemplos não representam as metas da Asana e foram incluídos aqui apenas para fins educacionais. 

26. Aumentar o Net Promoter Score (NPS) em três pontos no próximo ano e em dez pontos nos próximos cinco anos.

27. Obter 23% de participação de mercado até 2025.

28. Proporcionar a melhor experiência do cliente no mercado, mensurada em função do tempo de reação, do sentimento do cliente e do progresso da marca. 

29. Aumentar a retenção de clientes em 3% a cada ano.

30. Reduzir a porcentagem de produtos devolvidos em 2% até 2023.

Metas estratégicas para promover o crescimento

No âmbito organizacional, o crescimento se refere ao modo como a empresa se expande e se desenvolve. As métricas de crescimento incluem:

31. Aumento da participação de mercado.

32. Ingresso em novos mercados.

33. Desenvolvimento de novos produtos, funcionalidades ou serviços.

34. Aumento de confiabilidade operacional e/ou conformidade.

35. Aumento da agilidade da empresa.

36. Abertura de novas instalações.

37. Construção da marca nas mídias sociais.

38. Aumento do tráfego no site.

39. Aquisição de outra empresa.

Exemplos de metas estratégicas de crescimento

Estes exemplos não representam as metas da Asana e foram incluídos aqui apenas para fins educacionais. 

40. Abrir 12 novas instalações nos próximos quatro anos. 

41. Aumentar a participação de mercado em 8% até 2026.

42. Alcançar 5 milhões de seguidores nas redes sociais (incluindo Instagram e Twitter).

43. Aumentar o tráfego no site para 300 mil visitantes por ano até 2024.

44. Começar três novos fluxos de produtos até 2027.

Metas estratégicas internas da empresa

Também é possível definir metas estratégicas com foco nas metas internas da empresa. Alguns exemplos de métricas centradas nos funcionários são:

45. Aumento da retenção de funcionários.

46. Adição de novos membros à equipe.

47. Desenvolvimento de uma cultura organizacional saudável.

48. Implementação de um ciclo de avaliação de desempenho.

49. Padronização de cargos e/ou níveis.

50. Melhoria da produtividade interdisciplinar.

51. Criação de um escritório de gestão de projetos para padronizar os processos.

52. Atração dos melhores talentos.

53. Desenvolvimento de equipes de alto desempenho.

54. Investimento em desenvolvimento pessoal e profissional.

55. Redução do esgotamento psicológico e síndrome do impostor.

56. Criação de programas de treinamento com foco nos funcionários.

57. Redução da rotatividade de funcionários.

58. Melhoria da segurança no ambiente de trabalho.

59. Desenvolvimento de uma melhor gestão de instalações.

Exemplos de metas estratégicas internas 

Estes exemplos não representam as metas da Asana e foram incluídos aqui apenas para fins educacionais. 

60. Adicionar 20 novos membros à equipe nos próximos quatro anos. 

61. Aumentar a pontuação geral de engajamento em 7%, com base nas pesquisas anuais.

62. Aumentar as indicações de novas contratações para 5.000 membros de equipe por ano até 2026.

63. Desenvolver e disseminar novos valores da empresa até 2023.

64. Implementar um ciclo bianual de avaliação de desempenho nos próximos três anos.  

65. Obter a pontuação máxima de segurança no ambiente de trabalho nos próximos três anos. 

Alcance as suas metas com uma tecnologia de monitoramento de metas

Depois de definir as metas, você precisa de um método claro para acompanhar, medir e comunicar essas metas. Muitas vezes, as equipes definem metas excelentes, mas não sabem como monitorá-las ao longo do tempo. 

Em vez de deixar as suas metas acumularem poeira em uma apresentação de slides ou planilha qualquer, use uma tecnologia de monitoramento de metas para conectar as suas metas estratégicas às atividades diárias da sua equipe. Com a Asana, você pode acompanhar as suas metas de longo prazo, bem como os objetivos de prazo mais curto que contribuem para elas. 

Defina e alcance metas com a Asana

Recursos relacionados

Artigo

-