5 maneiras de manter a sua equipe motivada quando não é possível vê-la pessoalmente

Retrato da contribuidora Julia MartinsJulia Martins28 de abril de 20204 minutos de leitura
facebooktwitterlinkedin
Imagem do banner do artigo sobre 5 maneiras de motivar equipes remotas

O que happy hours com a equipe, almoços com os colegas e bate-papos animados nas pausas para o café têm em comum? A proximidade física entre as pessoas. Para as equipes remotas, a ausência dessas formas tradicionais de convivência no local de trabalho pode deixar uma lacuna difícil de preencher se não houver um pouco de criatividade.

Para manter a equipe remota motivada é preciso que cada um de seus integrantes se sinta amparado. Na ausência de reuniões presenciais, procure novas formas de se comunicar e colaborar. Torne os projetos mais visíveis, de modo que a sua equipe perceba como o trabalho de cada um se encaixa nos objetivos mais importantes da equipe. Crie oportunidades para que os membros se comuniquem abertamente, estabelecendo uma sinergia onde todos possam ajudar uns aos outros e trabalhar em prol do mesmo fim.

Conectar e colaborar à distância com a Asana

À medida que faz a gestão de uma equipe remota, estas cinco estratégias ajudarão a capacitar a sua equipe e fazer com que os seus integrantes se sintam conectados uns aos outros e ao trabalho em si.

1. Comunique-se com frequência sempre que possível

É comum as pessoas se sentirem desinformadas quando trabalham remotamente, daí a importância de comunicar ativamente e com frequência sobre planos, comentários e elogios. Embora um sorriso possa bastar quando estamos cara a cara, faça um esforço para transmitir as suas emoções mais explicitamente ao trabalhar à distância. Se fizer críticas construtivas, tenha empatia e reflita: a sua mensagem pode ser mal interpretada? Poderia ter se comunicado com mais clareza?

Comunicar ativamente e com frequência não significa enviar constantemente e-mails ou atualizações sem sentido. Foque em manter a sua equipe bem informada quanto às novas iniciativas e mantenha o canal aberto à medida que surgem novas informações (e emoções). Forneça atualizações sempre que houver mudanças para garantir a todos o contexto de que necessitam, e promova conversas entre as partes interessadas para que todos permaneçam em sintonia. Manter um núcleo colaborativo de referência como a Asana para todas as suas equipes é uma ótima maneira de fazer isso.

2. Torne-se acessível para os demais

Como dissemos acima, trabalhar à distância pode fazer com que as pessoas se sintam isoladas, principalmente quem está passando por momentos mais difíceis. Quando a maior parte da comunicação se dá através de ferramentas como o Slack, e-mails ou a Asana, pode ser um desafio para a sua equipe saber quando e como entrar em contato com você.

Leia: três maneiras de gerir uma equipe remota

Deixe a sua disponibilidade bem clara na sua agenda e dê opções para entrarem em contato com você. Por exemplo, você pode oferecer-se para ficar disponível após o horário comercial ou agendar reuniões individuais regularmente. Criar um espaço para comunicar com a equipe dá uma abertura para que os seus colegas possam expor os sentimentos e pedir ajuda, conselhos ou comemorar os êxitos.

Observe que, embora o tempo gasto com reuniões adicionais possa significar menos tempo para fazer o seu trabalho, você estará ajudando toda a equipe a progredir. De acordo com o índice de Anatomia do Trabalho, os funcionários que se sentem amparados e têm clareza sobre o impacto do seu trabalho para a equipe são duas vezes mais motivados. Quando você cria um espaço para que a sua equipe se manifeste com sinceridade, está ajudando a que todos deem o seu melhor.

3. Dê prioridade às conversas cara a cara

Mesmo que não consiga ver os membros da sua equipe pessoalmente, as conversas em vídeo são uma das ferramentas mais valiosas para se comunicar. O vídeo proporciona um contexto valioso, e faz com que a experiência de trabalho remoto seja mais humana do que telefonemas ou e-mails. Embora nem todas as reuniões precisem ser realizadas por meio de videochamadas, crie orientações sobre quando as chamadas de vídeo devem ser usadas.

Leia: Como vencer a fadiga resultante das videoconferências: sete dicas dos nossos clientes

É também fundamental que a sua equipe tenha conversas descontraídas por videochamada, como o fariam se estivessem no escritório. Experimente fazer um happy hour ou um almoço virtual com eles uma vez por semana, ou quem sabe achar algum jogo divertido para jogar uma vez por semana. Embora já não seja possível ter conversas no bebedouro, criar um canal para conversas mais informais vai ajudar a aproximar a sua equipe.

4. Crie espaços para descontração

A transição para o trabalho à distância é difícil e pode ser uma fonte de estresse para a equipe. Embora não seja possível eliminar totalmente o estresse, criar canais através dos quais os membros da sua equipe possam relaxar e falar sobre como estão se sentindo é uma ótima maneira de mantê-los motivados. Com honestidade e sinceridade, a sua equipe pode sair desta fase de trabalho remoto mais unida do que nunca.

Confira algumas ideias para começar:

  • Crie canais nos quais a sua equipe possa se conectar. É possível que você tenha canais de comunicação destinados a equipes e projetos, mas agora é um ótimo momento para criar canais onde os funcionários possam conversar sobre outras coisas além do trabalho. Na Asana, temos canais como #wear-asana-wednesday, #book-club e #downdog (onde colocamos fotos de animais de estimação de membros da Asana).

  • Incentive a equipe a usar os recursos “Ausente” e “Não perturbe”. Para ajudar os seus membros a conciliar a “vida doméstica” e o “trabalho à distância”, estimule-os a desconectar e combater a necessidade de estarem “sempre ativos”. Desligar as notificações e informar os demais que se está ausente é uma ótima forma de equilibrar as coisas.

  • Lembre os membros da sua equipe que ainda é possível tirar férias. Se alguns tiveram que cancelar uma viagem durante a migração para o trabalho remoto, incentive essas pessoas a tirar as férias remuneradas a que têm direito, mesmo que seja para ficar em casa e realizar algumas atividades de lazer nas proximidades.

  • Se puder, estabeleça horários flexíveis e reserve alguns dias para cuidar de sua saúde mental. Alguns membros da equipe podem ter mais dificuldade para trabalhar em casa do que outros. Os pais, por exemplo, precisam lidar com a educação dos filhos além do trabalho em si. A situação de cada membro da equipe é diferente, mas, se for possível, facilite horários flexíveis e pausas para cuidar da saúde mental e ajudar os seus colaboradores a lidar com as responsabilidades pessoais.

Leia: Como continuar a desenvolver comunidades inclusivas ao trabalhar remotamente

5. Compartilhe estratégias para ajudar a comunidade local

Uma das dificuldades que a sua equipe pode enfrentar neste momento é o sentimento de frustração e insegurança em relação à situação atual. Encoraje as pessoas a ajudar a comunidade local criando um documento compartilhado ou um projeto na Asana que liste todas as formas em que é possível ajudar. Faça uma sessão de brainstorming para compartilhar os restaurantes locais que oferecem comida para levar, as organizações sem fins lucrativos que ajudam a comunidade e dicas de oportunidades de voluntariado remoto na região.

Quando você capacita a sua equipe a se sentir motivada e conectada não só à empresa mas também a toda a comunidade, também a capacita a dar o melhor de si no trabalho.

Gerir e motivar a sua equipe remota

A melhor forma de deixar a sua equipe motivada é mantê-la conectada, encorajá-la a ser autêntica e mostrar todo o seu apoio, não importa onde cada um esteja trabalhando. Para saber mais sobre como manter a equipe motivada durante o trabalho remoto, veja como a Asana pode ajudar a sua equipe a colaborar e a se conectar de qualquer lugar.

Recursos relacionados

Artigo

Virtual team: 10 ways to build a collaborative culture