Perguntas frequentes - Asana para Jira

Como é determinado o modelo de autorização?

  • A integração utiliza o OAuth como padrão de autorização. Os usuários continuarão autenticados até que o token OAuth expire ou alguém o cancele.
  • Para vincular problemas já existentes no Jira a uma tarefa na Asana ou para criar um novo problema no Jira a partir da Asana, é necessário estar autorizado na sua conta do Jira.

Como são determinadas as permissões?

  • Ao criar um novo problema no Jira a partir da Asana, a integração segue o modelo de permissão do Jira. Portanto, um usuário só pode criar um problema no Jira se tiver permissão para fazê-lo. Esse é o único cenário no qual um usuário pode escrever dados no Jira (com o objetivo de criar um novo problema no Jira). Do mesmo modo, a integração só lê os dados da Asana nesse tipo de situação.

Como a integração funciona com a Asana?

  • A integração lê os dados da Asana e cria um novo problema no Jira escrevendo (opcionalmente) alguns dos dados da tarefa Asana (nome da tarefa, descrição e anexos) nos campos do novo problema no Jira, como o nome do problema, entre outros detalhes.

  • Do mesmo modo, os usuários só podem vincular problemas já existentes no Jira a tarefas na Asana se: estiverem autenticados nas próprias contas do Jira e tiverem acesso aos respectivos problemas no Jira.

  • Após um problema ser vinculado a uma tarefa na Asana, o modelo de permissões da Asana passa a controlar as permissões de leitura. Por exemplo, se um usuário vincula um problema no Jira a uma tarefa XYZ, os usuários da Asana que têm acesso à tarefa XYZ podem ver (somente leitura) os dados do problema vinculado no Jira. Caso queira manter a privacidade dos dados do Jira na Asana, você pode definir seus projetos ou tarefas como privados.

Desculpe, este navegador não é compatível com o nosso aplicativo

A Asana não funciona corretamente no navegador de Internet que você está usando. Faça o seu cadastro através de um destesnavegadores compatíveis.

Escolha o idioma

Escolher um idioma também poderá alterar o conteúdo em asana.com