Monitoramento de bugs

Como criar um projeto de monitoramento de bugs na Asana

Há algumas maneiras de criar o seu projeto. Para começar em pouco tempo:

  1. Comece pelo nosso modelo de monitoramento de bugs e personalize-o para as necessidades da sua equipe.
  2. Importe uma planilha existente onde esteja atualmente monitorando os bugs.

Se quiser monitorar bugs relacionados a recursos, páginas ou produtos específicos, crie um projeto para cada um deles para fazer com que os bugs sejam enviados para o lugar certo.

Como acessar todos os modelos Asana

GIF demonstrando como acessar os modelos na Asana a partir do botão + na barra superior

Se usar um plano gratuito, preferir criar um projeto de bugs do zero, ou quiser conhecer boas práticas gerais para os projetos Asana, comece por aqui.

Dicas para monitorar e gerenciar bugs

1. Monitore os bugs de maneira uniforme e identifique tendências mais facilmente por meio de campos personalizados

Se você usou um modelo verá que já existem alguns campos personalizados, mas se quiser modificá-los ou adicionar mais, basta clicar no botão azul Adicionar campos personalizados na parte superior do projeto.

Os campos personalizados ajudam a monitorar os detalhes importantes de cada tarefa, e em seguida filtrar e ordenar o seu projeto como nas colunas de uma planilha. Campos como fonte e prioridade ajudam sua equipe a entender o feedback e asseguram que as correções necessárias sejam realizadas.

Para avaliar rapidamente os bugs de alta prioridade, [ordene o seu projeto por campos personalizados[(/guide/help/premium/custom-fields#gl-sorting) para poder atribuí-los aos colegas para correção.

2. Capture os detalhes fundamentais mais rápido com formulários

O relato de bugs é vital para corrigir problemas e aprender mais sobre as necessidades do cliente, mas isso não é possível ao monitorá-los em diferentes lugares e de diferentes maneiras. Por isso, crie um formulário para monitoramento de bugs que fique diretamente ligado ao seu projeto. O formulário assegura que os bugs sejam coletados de maneira uniforme para que a equipe conte com todos os detalhes necessários para atuar sobre eles.

Captura de tela de um formulário de monitoramento de bugs criado na Asana

Siga estas instruções para criar um formulário. Adicione regras de projeto para atribuir automaticamente as tarefas recebidas via formulário a um colega de engenharia e se certificar de que os bugs são corretamente priorizados.

3. Torne mais fácil para os seus clientes relatar bugs com um formulário

Os formulários podem ser preenchidos por qualquer pessoa, mesmo por quem não usa a Asana, e para isso basta compartilhar o link do formulário. As equipes de atendimento ao cliente não terão que depender de e-mails e os clientes sentirão que foram ouvidos sem sua equipe ter que gerenciar uma caixa de entrada desorganizada.

GIF da cópia de um link de formulário de um projeto Asana para compartilhar com qualquer pessoa

Se foi fornecida uma captura de tela do bug, as equipes podem usar a anotação de imagens para fazer comentários diretamente na imagem para que os problemas sejam relatados dentro do contexto. Comentários feitos por anotação convertem-se em subtarefas que também podem ser atribuídas.

2. Mantenha os bugs relatados por e-mail e nas conversas processáveis

Se você recebe muitos bugs por mensagem ou por e-mail, tem a opção de enviar um link para o seu formulário, mas também pode usar as integrações para transformá-los rapidamente em tarefas atuáveis.

Captura de tela das integrações da Asana com o Outlook e Gmail

Para os e-mails, use os add-ons para Gmail, Outlook, ou outros clientes de e-mail. Para as mensagens, experimente a integração da Asana com o Slack](/guide/help/api/slack).

GIF da criação de uma tarefa Asana a partir de uma mensagem Slack com a integração

5. Mantenha os bugs organizados ao longo do tempo

Apesar dos campos personalizados e formulários ajudarem a já começar com um projeto organizado, atribuir um Proprietário ao projeto que fique responsável por avaliar regularmente os bugs recebidos ajuda a mantê-los ordenados. Você pode atribuir a essa pessoa uma tarefa recorrente para fazer a classificação dos bugs.

Se, durante a classificação, essa pessoa perceber que já foi reportado o mesmo bug, pode unificar as tarefas para evitar monitoramentos duplicados.

6. Atue mais rapidamente sobre os bugs

Nem todos os feedbacks precisam de atuação imediata, mas o Proprietário do projeto pode atribuir e determinar um prazo para os que precisam. A tarefa já terá o contexto necessário para o responsável e as expectativas estarão claras. Isso poupa às equipes o tempo de procurar ficar a par do que está acontecendo, e os clientes ficam mais satisfeitos ao ver que os problemas são resolvidos mais rapidamente.

Recursos para monitoramento de bugs

Quer mais dicas? Aprende melhor visualmente? Quer saber como outros clientes como você monitoram os bugs? Confira estes recursos:

Recursos para monitoramento de bugs link
Modelo de monitoramento de bugs Usar modelo
Tutorial em vídeo Veja Como usar a Asana
Webinários e estudos de caso Veja como o Quora e a StyleHaul monitoram bugs com a Asana
Blog com dicas sobre monitoramento de bugs Ler o blog
Conecte-se com a Comunidade Participe de um treinamento ou comece um tópico no fórum da nossa comunidade 

Desculpe, este navegador não é compatível com o nosso aplicativo

A Asana não funciona corretamente no navegador de Internet que você está usando. Faça o seu cadastro através de um destesnavegadores compatíveis.

Escolha o idioma

Escolher um idioma também poderá alterar o conteúdo em asana.com